Até 2015 os tribunais brasileiros acumulavam 102 milhões de processos, segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O número é muito expressivo e demonstra também o volume do imenso trabalho empenhado por advogados. Mas em meio a esses números de ações que correm na justiça, você já se perguntou se tem feito o controle de processos judiciais de seu escritório de forma efetiva e segura? É uma situação que exige atenção redobrada.

Escritórios de advocacia, advogados autônomos e departamento jurídico possuem a responsabilidade de trabalhar para evitar processos, conduzir os que já estão em andamento nos tribunais ou incluir novos. E conforme ocorre o andamento dos processos o volume e a complexidade também crescem significativamente.

Ter ocontrole de processos judiciais por meio de uma planilha pode até te atender inicialmente. No entanto, quando suas ações tramitam nos tribunais, ou se sua carteira de clientes é ampliada, essas planilhas ficam sujeitas a falhas, inseguras e impõe riscos que você com certeza deseja evitar.

Separamos algumas dicas para que você tenha o máximo de controle sob seus processos judiciais e alcance a organização e produtividade exigida por advogados modernos.

1 – Adoção de software jurídico para controle de processos judiciais
Primeiro é bom que você saiba que existem várias ferramentas disponíveis no mercado que visam facilitar e otimizar a gestão do seu escritório de advocacia. Há inclusive softwares específicos para o controle de prazos jurídicos.

Se atente que, além de contar com um importante recurso de controle de prazos, existem aquele software jurídico que somam outras ferramentas que com certeza facilitarão a gestão completa do seu escritório de advocacia.

A adoção de um software jurídico para controle de processos judiciais é importante para sua gestão, porque não dá para confiar apenas em sua memória ou em planilhas.

É fundamental para seu escritório ter o controle dos processos judiciais. Para isso, adote o uso de um software de gestão jurídica robusto e moderno para dar a você, aos seus sócios e os colaboradores a produtividade e segurança necessária que seu ramo de atividade necessita.

Saiba que o controle de processos judiciais quando feito por um software jurídico eficiente ele te garante também comodidade, segurança e agilidade na execução dessa tarefa.

Veja a lista de alguns benefícios para seu escritório após implantar um software para te auxiliar no controle dos processos judiciais.


• Agilidade em analisar os processos;
• Redução do custo de locomoção ao fórum para consultas de documentação e andamento dos processos;
• Redução de custos do processo, já que haverá redução de tempo em espera;
• Aumento de produtividade dos profissionais de direito;
• Melhora a gestão dos processos.

2 – Padronize as informações e tenha maior controle dos processos judiciais
Garantir o controle dos processos judiciais passa pela organização de suas informações. A melhor forma para manter essa organização é a padronização das informações.

A forma com que as informações dos clientes e dos processos são cadastradas devem manter algumas padronizações.

Em outros termos, você deve segmentar os grupos de informações segundo suas características em comum. Isto evitará a duplicidade de informações e uma busca intuitiva de qualquer dado. Mas lembre-se, a padronização não deve significar perder a flexibilidade e tornar o escritório altamente burocratizado.

Uma boa dica é criar formulários para determinado grupo de informações que estarão disponíveis no sistema de gerenciamento que você escolheu.

De maneira prática, você pode implementar padronizações seguindo as seguintes normas: pessoas físicas, pessoas jurídicas e dados fundamentais destes clientes que deve ser incluído no sistema.

Outra forma é a padronização de atos praticados pelos advogados, que devem ser incluídos no sistema sempre no mesmo formato. Ainda, a padronização de contratos. Seu tipo, espécie, área do direito.

Quando você padroniza a informação ela será de fácil acesso e consulta. Também permitirá analisar processos e melhorá-los. Essa é uma ótima dica para manter o controle de processos judiciais.

3- Crie rotinas para o controle dos processos judiciais

Criar e manter rotinas para gerenciamento e controle de processos judiciais significa produtividade e conhecimento pleno sobre seu as atividades que o escritório desempenha.

Ter uma rotina definida para controle dos processos judiciais que o escritório defende te garante o entendimento do fluxo de informações, de agenda e de cadastro dos clientes e das ações.

Outro fator importante de manter rotinas para controle de processos judiciais é reunir informações que vão te produzir relatórios eBI (Business Intelligence).

É importante que você saiba que ao estabelecer rotinas para seus controles, também estará permitindo que você tenha informações em tempo real e consiga um retrato fiel do seu escritório. Isso sem dúvida é uma ferramenta fundamental para sua estratégia de mercado.

4 – Controle de processos judiciais dentro do fluxo de trabalho

Você como advogado gestor sabe como o fluxo de trabalho dentro do seu escritório define seu nível do produtividade e organização?

Seguir as recomendações já apontadas neste post você terá além de organização, indicadores de produtividade. A definição do fluxo de trabalho é a avaliação das atividades realizadas, o início ao fim de um ou mais processos, ou procedimentos e o tempo que ele leva para ser realizado.

Dentro da rotina de seu escritório o controle de processos judiciais deve estar bem delimitado e visíveis dentro do fluxo de trabalho de seus colaboradores e sócios.

Como já foi dito, por um período planilhas ou agendas até vão te ajudar com esse fluxo, mas saiba que o gerenciamento pode ser mais efetivo e trazer benefícios além do controle quando se conta com um software jurídico que lhe facilite sistematização de fluxo de seu trabalho.

________________
*Marcos Aurélio Silva é analista de produção de conteúdo da Aviso Urgente.

Aviso Urgente Clipping e Softwares Ltda