Dúvida do leitor

O leitor Edson Rubens Moreira envia a seguinte dúvida ao Gramatigalhas:

"Qual é o correto: 'A Jamef entrega mais que seu produto. Entrega sua marca'. Ou: 'A Jamef entrega mais que o seu produto. Entrega a sua marca'."

1) Um leitor indaga qual das seguintes formas é correta: a) "A Jamef entrega mais que seu produto. Entrega sua marca"; ou b) "A Jamef entrega mais que o seu produto. Entrega a sua marca"?

2) Ora, a diferença visual entre os dois exemplos trazidos para análise estampa-se nos seguintes dizeres: a) seu produto e sua marca, ou b) o seu produto e a sua marca.

3) Uma análise um pouco mais técnica do exemplo mostra que a dúvida do leitor, em última análise, reside em saber se o pronome possessivo (seu ou sua) admite ou não artigo antes de si.

4) Uma consulta, ainda que perfunctória, aos escritos de nossos abalizados autores revela que é facultativo o emprego do artigo antes dos pronomes possessivos. Exs.: a) "... outra vez torno a falar de vosso amor" (Padre Antônio Vieira); b) "Andrade contentou-se com o seu próprio sufrágio" (Machado de Assis).

5) Lembra-se, adicionalmente, que essa facultatividade de emprego do artigo antes do pronome possessivo se dá no plano sintático, certo como é que, quanto ao sentido, à precisão e à especificação, pode haver ligeiras diferenças entre os exemplos.

6) E, assim, de modo específico para a indagação do leitor, respeitadas ligeiras diferenças de sentido, ambas as frases da consulta estão corretas: a) "A Jamef entrega mais que seu produto. Entrega sua marca"; b) "A Jamef entrega mais que o seu produto. Entrega a sua marca".

outras edições
José Maria da Costa

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.