No mês de março aconteceu a conferência de 2015 da American Law Association (ALA). Com uma programação de palestras sobre o futuro da profissão, o evento também teve uma feira de soluções para essas empresas. A grande surpresa é que, ao contrário do que pode esperar, os brasileiros estão à frente dos americanos.

O mais interessante a ser observado no evento, em termos tecnológicos, é que nada em exposição era mais avançado do que fazemos no Brasil. Havia soluções em Business Inteligence, mas concentradas, principalmente, no setor financeiro. Não se encontravam inovações na recuperação de dados jurídicos, distribuição de processos ou qualquer outra solução de alta tecnologia.

Outro foco que o sistema jurídico dos Estados Unidos é diferente do Brasil é quanto à publicidade de escritórios de advocacia. Enquanto, por aqui, a Ordem proíbe qualquer tipo de anúncio, os americanos podem comunicar ao público seus serviços e especialidades. Esse detalhe também fez a diferença na feira da ALA, com exposição de agências especializadas em propaganda jurídica.

Os profissionais do Direito no Brasil, em oposição a seus colegas americanos, são sedentos por tecnologia. Não só a Kurier, mas também nossos parceiros e concorrentes conseguem utilizar soluções tecnológicas com primor para atender a demandas de nossos clientes.

____________________

*Fred Ferraz é diretor comercial da Kurier Tecnologia.

Kurier Tecnologia em Informação Ltda