Lula Fala
TERÇA-FEIRA, 11h40

No dia 2 de outubro de 2019, Migalhas esteve na sede da Polícia Federal em Curitiba para uma entrevista exclusiva com o ex-presidente Lula. 

Os assuntos referentes a questões jurídicas foram editados e contextualizados para o leitor migalheiro. Todos os trechos já estão disponibilizados.

Olvidamos, assim, certos trechos com cunho político, e que poderiam dar ensejo a especulações errôneas acerca dos motivos da entrevista. Agora, por dever histórico, trazemos a íntegra da entrevista. Assista:

SEGUNDA-FEIRA, 12h12

37 dias antes de ser solto, o ex-presidente Lula concedeu ao Migalhas entrevista exclusiva na sede da Polícia Federal, em Curitiba/PR. Entre os temas, a suspeição de Sergio Moro e a confiança no Judiciário.

SEGUNDA-FEIRA, 11h55

t

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando perguntado acerca da malfadada Fundação Lava Jato - aquela com a qual a força-tarefa de Curitiba pretendia gerir um orçamento bilionário voltando para "políticas públicas" - vaticinou que a entidade era "um partido político que o Dallagnol queria criar".

SEXTA-FEIRA, 18h46

"Prender cidadão do jeito que eles fizeram, manter o cara condenado 30, 40, 50 anos, e depois falar para o cara: olha, tem um prêmio. O baú da felicidade é vocês citarem o nome do Lula." A afirmação é do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que em entrevista exclusiva ao Migalhas na última quarta-feira, 2, assegura: sempre foi objeto de desejo da operação Lava Jato.

 

SEXTA-FEIRA, 12h37

"A desgraça de quem conta a primeira mentira é que passa o resto da vida mentindo para justificar a primeira mentira. E eles construíram a mentira do Dallagnol, do PowePoint. O Moro construía a mentira do contexto. Com base nisso, nada valia", afirmou Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista exclusiva ao Migalhas.

SEXTA-FEIRA, 9h44

"Demonstrou uma relação humanista muito grande", disse Lula sobre ligação do ministro Gilmar Mendes ao ex-presidente durante o velório de seu neto. "Por detrás daquela fisionomia dura, às vezes carrancuda, tem humanismo." O episódio foi revelado ao Migalhas em abril, em entrevista concedida pelo ex-primeiro-ministro de Portugal José Sócrates.

 

QUINTA-FEIRA, 17h19

Ao falar do atual presidente da República, Lula lembra que Bolsonaro foi eleito, tem quatro anos de mandato e pode governar. "Não adianta a oposição ficar inquieta querendo que o Bolsonaro derreta, que ele acabe." A fala foi proferida em entrevista exclusiva concedida pelo ex-presidente ao site Migalhas. "Deus queira que ele faça a coisa certa, para o povo brasileiro não sofrer", destaca. E finaliza: "o mesmo povo que elege é o mesmo povo que deselege, que não elege outra vez".

QUINTA-FEIRA, 14h09

QUINTA-FEIRA, 13h12

O ex-presidente Lula segurava nas mãos o recém-lançado livro de confissões lançado pelo ex-procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, quando encontrou com a equipe do site Migalhas para uma entrevista exclusiva. Entre suas falas, Lula contou que sempre soube da "farmacinha" de Janot, apelido de geladeira que o ex-PGR mantinha com bebidas alcoólicas no gabinete. "Essa gente não tem noção da responsabilidade do cargo que exerce."

Confira a matéria no site Migalhas.

QUINTA-FEIRA, 11h19

"É preciso respeitar pessoas que estão exercendo o cargo." Essa é a opinião do ex-presidente Lula ao criticar promessa de cargo no Supremo antes de haver vaga aberta na Corte. A declaração é referente à promessa de Bolsonaro a Moro sobre vaga de Celso de Mello - que só será pego pela compulsória em novembro de 2020. Ao Migalhas, o ex-presidente alfinetou: "tem uma coisa que a gente traz da educação que a gente teve".

Assista:

anterior