Há 32 anos, a TV Cultura brindava seus telespectadores com o encontro de dois dos maiores criminalistas do país, Waldir Troncoso Peres e Márcio Thomaz Bastos. Em 1982, os advogados dividiram o palco no programa "Jogo da Verdade", no qual Waldir - carinhosamente chamado de príncipe dos criminalistas -, expôs sua opinião sobre o papel da classe e da Justiça no país.

Ao falar do dom da oratória, Troncoso compartilhou lembranças com o colega de profissão afirmando que conquistou a automatização da linguagem da mesma forma que Thomaz Bastos: "como advogado da assistência judiciária, defendendo todos os réus pobres durante doze anos no Tribunal do Júri de São Paulo, espetáculo que eu tenho dito e tenho reiterado, instante da minha vida assim como um todo, que me traz uma imensa saudade porque eu me sentia socialmente muito útil".

Márcio Thomaz Bastos faleceu nesta quinta-feira, 19, aos 79 anos, em São Paulo.

leia mais