No ano que comemora seu 75º aniversário, Pinheiro Neto Advogados une-se ao Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP) para viabilizar uma excepcional mostra com obras do pós-impressionista francês Henri de Toulouse-Lautrec. Intitulada “Toulouse-Lautrec em Vermelho”, esta é a maior exposição dedicada ao trabalho do pintor francês já realizada no Brasil e estará em cartaz entre os dias 30 de junho a 1º de outubro de 2017.

Cinco anos mais jovem, o MASP também celebra seu aniversário em outubro deste ano. Oriundos de um mesmo período histórico, MASP e Pinheiro Neto Advogados construíram suas trajetórias guiados por ideias de vanguarda, criando espaços em suas respectivas áreas para serem reconhecidos pelo pioneirismo.

"A associação com o MASP parece-nos natural e viabilizar Toulouse-Lautrec em vermelho com 100% de recursos próprios é uma grande oportunidade de compartilhar com a cidade a comemoração deste marco tão especial para nós", afirma Alexandre Bertoldi, sócio gestor do escritório.

Fundado em 1942, o escritório sempre formou parcerias com entidades de diversos setores, principalmente em programas de responsabilidade social, tendo como foco ações nas áreas de educação, cultura e meio ambiente. "Acreditamos que é papel da iniciativa privada promover ações inclusivas, capazes de envolver a sociedade e retribuir a ela parte daquilo que recebemos", comenta Bertoldi.

Toulouse-Lautrec em vermelho tem curadoria de Adriano Pedrosa, diretor artístico do MASP, e Luciano Migliaccio, curador-adjunto de arte europeia do museu. Em torno do tema da sexualidade, a mostra conta com 75 obras, entre pinturas, cartazes e gravuras, que estão entre as mais emblemáticas do artista. Das onze obras de Toulouse-Lautrec da coleção do MASP, a maior e mais importante em um museu da América Latina, nove estarão expostas; as demais são empréstimos de alguns dos principais museus e colegões particulares do mundo, tais como Musée d'Orsay, de Paris; Tate e Victoria & Albert Museum, de Londres; The Art Institute of Chicago; National Gallery of Art, de Washington; e Museo Thyssen-Bornemisza, de Madrid.

Números da exposição

• Obras expostas: 75 obras (entre pinturas e gravuras), sendo que 9 são do MASP
• Documentos: 50 (cartas e fotografias)
• Museus e instituições culturais que emprestaram obras: 19
• Colegões particulares que emprestaram obras: 6
• Obras de 10 países diferentes estarão expostas
• Dias de montagem: 25
• Quantidade de pessoas envolvidas na montagem: aproximadamente 60
• Quase dois anos desde a concepção, pesquisa e produção da mostra
• Um ano de pré-produção a partir dos pedidos de empréstimo
• Aproximadamente 20 fornecedores diferentes envolvidos no preparo da exposição

Sobre o artista

Toulouse-Lautrec foi um dos artistas centrais da Paris do final do século 19, ao capturar a efervescência noturna da capital que despertava para a modernidade, quando suas ruas foram iluminadas a gás e as mais diversas figuras passaram a se encontrar nos espaços públicos.

Nascido em uma família da nobreza decadente, Toulouse-Lautrec transita entre os universos burguês e proletário com desenvoltura. Devido à uma doença congénita nos ossos, teve suas pernas afetadas em dois acidentes, fazendo com que não se desenvolvessem e mantivessem o tamanho das de um menino. No entanto, sua dificuldade de locomoção não o impediu de estudar pintura e frequentar ativamente a vida noturna parisiense, retratando com fidelidade seus cabarés, cafés, salas de concerto, bordéis e todos os seus personagens.

SERVIÇO

Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP): Avenida paulista, 1578, São Paulo, SP - 1 andar
Período: de 30 de junho a 1º de outubro de 2017
Horários: Terça a domingo: das 10h às 18h (bilheteria aberta até as 17h30); Quinta-feira das 10h às 20h
Ingressos: R$30,00 (entrada); R$15,00 (meia-entrada); Entrada gratuita às terças-feiras.
_________________