O ex-presidente do BB e da Petrobras Aldemir Bendine foi preso na 42ª fase da Lava Jato na manhã desta quinta-feira, 27, deflagrada no DF, PE, RJ e SP. Bendine foi preso em Sorocaba.

A nova fase foi batizada de Cobra e a PF cumpre três mandados de prisão temporária e 11 de busca e apreensão.

Conforme depoimento de delação de Marcelo Odebrecht e Fernando Reis, Bendine solicitou e recebeu R$ 3 mi para auxiliar a empreiteira em negócios com a petroleira, valor que teria sido pago em espécie por intermediário.

Na decisão, o juiz Sérgio Moro afirma que "embora os valores não tenham sido completamente rastreados, estando as investigações em andamento, houve identificação segura do percurso dele pelo menos até André Gustavo Vieira da Silva e de Antônio Carlos Vieira da Silva Júnior que mantêm uma relação estreita com Aldemir Bendine".

Os presos serão levados para a Superintendência da PF em Curitiba.

leia mais