A obra "Os Samurais Alagoanos e a Bambina Paulista: Migrar é Preciso" (Scortecci – 250p.), da advogada Maria Gravina Ogata, trata da imigração japonesa e italiana desde o final do século XIX até os dias atuais.

Apesar de ser um ensaio, o livro tem um capítulo que analisa os aspectos legais referentes à imigração no Brasil, dentro do contexto dos três grandes movimentos mundiais de massa. A obra mostra o porquê da demora da miscigenação dos imigrantes com os brasileiros; a importância do casamento e da família na vida do imigrante; a dificuldade para retornar ao país de origem; a educação como forma de ascensão social e econômica; além de mencionar a eficiência do Brasil em forjar a sua "brasilidade".

Apesar de as conclusões terem sido tiradas do histórico familiar, o livro trata das fronteiras e dos Estados nacionais, cujas funções se encontram em constante transformação no mundo globalizado.

Ainda que nos últimos anos as migrações populacionais, em escala mundial, venham sendo tratadas como ameaça à segurança dos Estados nacionais, o título mostra quão positivas têm sido as mudanças de ordem cultural, social e econômica decorrentes de processos migratórios.

Sobre a autora:

Maria Gravina Ogata é advogada e geógrafa.

__________

Ganhadores:

João Mário Dias de Andrade, de Jundiaí/SP; e

Camila de Azevedo Antunes, de Curitiba/PR.