O ex-ministro José Dirceu se entregou, na tarde desta sexta-feira, 18, para cumprir pena da Lava Jato. Por volta das 14h, o petista compareceu ao IML em Brasília para a realização de exames. De lá, o ex-ministro deve ser levado para o penitenciária da Papuda.

A prisão foi determinada na quinta-feira pela juíza Federal Gabriela Hardt, substituta de Moro na 13ª vara de Curitiba/PR. A magistrada deu até as 17h desta sexta para que Dirceu se apresentasse.

Condenação

O ex-ministro dará início ao cumprimento da pena de 30 anos e 9 meses à qual foi condenado por corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro em processo que investiga irregularidades na Petrobras.

Ele foi condenado pelo juiz Federal Sérgio Moro há dois anos, e teve pena aumentada pela 8ª turma do TRF da 4ª região, que posteriormente negou embargos infringentes e de declaração opostos pela defesa.

Prisão

Não é a primeira vez que o ex-ministro é preso no âmbito da Lava Jato. Dirceu foi preso preventivamente em agosto de 2015, por determinação de Moro. À época, ele já cumpria prisão domiciliar por condenação no processo do Mensalão. Ele foi solto em maio do ano passado em HC concedido pela 2ª turma do STF.

leia mais