É dia de jogo da seleção canarinho, mas se engana quem acredita no feriado nacional. O funcionário que der W.O. pode levar cartão vermelho.

Para o especialista em Direito do Trabalho Giancarlo Borba, sócio de Martinelli Advogados, o que é combinado não sai caro. "O que se recomenda neste tipo de situação é que se ajuste entre empregado e empregador a melhor forma para que seja possível os jogos serem assistidos sem nenhum tipo de desgaste".




-