Depois de ter sido designado oficialmente como coordenador do grupo de transição sobre segurança e combate à corrupção, Sérgio Moro já anunciou os primeiros integrantes de sua equipe. Até o momento, integrantes da PF, que participaram da operação Lava Jato, integram o novo grupo.

Veja quem são:

Maurício Valeixo:

t

Será o novo diretor-geral da Polícia Federal, substituindo Rogério Galloro no comando do órgão. Atualmente é o chefe da polícia do Paraná. Valeixo coordenou a operação que levou o ex-presidente Lula para a prisão em Curitiba, após a condenação em segunda instância.

No seu currículo consta também que foi diretor de inteligência; adido policial em Washington, nos Estados Unidos. Chefiou a diretoria de investigação e combate ao crime organizado.

Erika Mialik Marena:

t

Erika Mialik Marena assumirá o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) do Ministério da Justiça. Marena não só participou da Lava Jato desde o início, ao lado do delegado Marcio Adriano Anselmo, como também foi a responsável por batizar a operação.

Chefiou a área de combate à corrupção e desvio de verbas públicas da Superintendência da PF em Santa Catarina. Em 2016, foi a mais votada de uma lista tríplice para concorrer à diretoria geral do comando da PF, no entanto, Temer acabou escolhendo como diretor-geral Fernando Segóvia.

No ano seguinte, em 2017, Erika Malena foi a responsável pela operação Ouvidos Moucos, que resultou na prisão do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, que se suicidou pouco tempo depois de ser preso.  

Vale lembrar que Erika também participou das investigações sobre o banco Banestado do Paraná. Atualmente, Erika Marena é a superintendente da PF em Sergipe.

Rosalvo Ferreira Franco

t

O delegado Rosalvo Franco atuou na Polícia Federal por quase 33 anos. Foi superintendente da PF no Paraná de 2013 a 2017. Antes de se aposentar, Rosalvo participou de momentos importantes da operação como a busca e apreensão na casa do ex-presidente Lula.  

Flavia Maceno

Assessorou Moro durante toda a Lava Jato. Flavia foi diretora de secretaria na 13ª vara da Justiça Federal, em Curitiba. Foi nomeada para exercer o Cargo Especial de Transição Governamental

leia mais