tA obra "Imparcialidade da Jurisdição" (Singular – 132p.), do advogado Antônio Sérgio A. de Moraes Pitombo, do escritório Moraes Pitombo Advogados, aborda questões do processo penal que se relacionam com a imparcialidade jurisdicional, com o juiz natural e a iniciativa instrutória do juiz penal. 

A internet e as redes socias mudaram o comportamento das pessoas, que passaram a obter e a compartilhar informações, de forma célere, muitas vezes, descontrolada e invasiva.

O juiz penal não se encontra imune a esse fenômeno experimentado pela sociedade contemporânea, o que pode trazer consequências a sua imparcialidade no exercício da jurisdição.

Em casos criminais com repercusssão, incrementa-se o problema quando o magistrado busca reconhecimento social e quer se tornar um juiz-estrela.

Esse o debate proposto a contar da combinação de sólido conhecimento dogmático e de novas soluções para a importante questão da neutralidade do juiz criminal.

Sobre o autor:

 Antônio Sérgio A. de Moraes Pitombo é sócio do escritório Moraes Pitombo Advogados. Mestre e doutor em Direito Penal  pela USP. Pós-doutor em Democracia e Direitos Humanos pela Universidade de Coimbra. 

__________

Ganhadores:

Neila Cacemiro de Farias, de Campo Grande/MS; e

Jerônimo Aparecido Grangeiro Dutra, advogado em Jales/SP