Nesta quinta-feira, 18, a força-tarefa da Lava Jato anunciou a recuperação de R$ 67 milhões, desviados da Petrobras, para os cofres públicos. De acordo com a força-tarefa, a quantia foi transferida para uma conta judicial vinculada à ação penal na qual os três acusados do desvio foram condenados pela Justiça Federal. 

t

Recuperação

Os valores desviados estavam em contas na Suíça. Segundo o MPF, os valores foram desviados por Aluísio Teles Ferreira Filho, Ulisses Sobral Calile e Mário Ildeu de Miranda, três ex-executivos da estatal, que confessaram o crime, ocorrido em um contrato firmado com a Odebrecht.

Ao longo de cinco anos de investigações, R$ 13 bilhões desviados foram recuperados e depositados na conta.

Segundo levantamento do parquet, no primeiro semestre de 2019, foram recuperados mais de R$ 1,5 bilhão. No mesmo período, a força-tarefa em Curitiba apresentou 14 denúncias contra investigados na Lava Jato.

leia mais