Delação é pilar contra organizações criminosas. Assim acredita Francesco Fallica, coronel da Guarda di Finanza – polícia especial italiana ligada ao ministro da Economia e Finanças.

Em entrevista ao Migalhas durante a 4ª edição do Simpósio Nacional de Combate à Corrupção,  que acontece em Salvador nos dias 22 e 23 de agosto. 

Fallica destaca diferenças entre o sistema de colaboração premiada brasileiro e italiano, destacando que um deles é que, na Itália, a família do delator é protegida. Assista à entrevista:

Com o tema “Novos rumos no combate à corrupção e à criminalidade organizada: o Brasil pós Operação Lava Jato e a experiência italiana”, o evento reúne delegados federais, especialistas em segurança, magistrados e membros do governo da Itália.

Veja a programação.

_____________

t

leia mais