Estados (ainda) sob pressão

O primeiro mês do ano termina hoje sem que Estados em dificuldades financeiras vislumbrem soluções efetivas para equilibrar as contas.

Pagar em dia salários de servidores e terceirizados foi o que – ao longo de janeiro – mais tomou tempo e mobilizou energias de governadores eleitos e reeleitos.

Fora questões estruturais herdadas de 2018, a gestão financeira local teve seu quadro agravado em muitos lugares do país neste ano que mal começou.

Onde a crise é aguda, os problemas formam uma espécie de 'combo perverso': quando dois ou mais gargalos se somam.

Em termos práticos, é a arrecadação de impostos que não reage, o desemprego que segue alto, o investimento privado que diminuiu (ou desapareceu!) e a escalada de violência urbana que não cessa.

Quem já convive com o colapso de gestão ou está prestes a ser apresentado a ele corre para buscar apoios junto às Assembleias e ao governo Federal.

Crise

Números gritam

Os balanços deste início de 2019 devem revelar passivos insuperáveis no curto prazo.

Para piorar, as soluções de emergência – com foco em fevereiro e março – tendem a vir acompanhadas de cortes orçamentários significativos nos Estados.

Previdência

Sinais

Não por acaso, governadores e prefeitos (em crise ou não!) deram passos sincronizados nos últimos dias emitindo mensagens majoritariamente a favor da reforma da Previdência.

A estratégia é casar o discurso de apoio aos esforços do Planalto justamente no momento em que o Congresso retoma os trabalhos e as novas bancadas assumem seus lugares.

MDB

A eleição

O MDB faz hoje nova reunião para definir quem será o nome do partido a disputar a presidência do Senado amanhã.

Oposições

Ajuste tático

As siglas que se articulam contra as candidaturas potencialmente mais fortes apresentadas até agora para as presidências da Câmara e do Senado terão um dia de articulação e conversas.

Congresso

O que está na pauta

A contabilidade organizada pelo Senado informa que há 22 medidas provisórias à espera de votação no Congresso Nacional. Outros 17 vetos presidenciais também estão na fila – sete assinados por Jair Bolsonaro.

AGENDA

ProUni - O Programa Universidade para Todos (ProUni) vai oferecer 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Inscrições estão abertas no site do programa.

Desemprego - O IBGE divulga hoje a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Mensal de dezembro de 2018.

Simples nacional - Empresas excluídas podem solicitar nova opção de ingresso no Simples Nacional até hoje, desde que regularize seus débitos.

EDUCAÇÃO

Finlândia - Entidades oferecem visitas educacionais para grupos específicos e gestores interessados em aprender e inspirar-se nas práticas do país.

SABER

Bienal de sharjah - De 7 de março a 10 de junho ocorrerá a 14ª Bienal de Sharjah, conhecida como 'capital cultural' dos Emirados Árabes. Serão três exposições exclusivas que exploram as possibilidades e o propósito de produzir arte em meio a notícias.

SUSTENTÁVEL

Economia verde - A Green For All pensa e estimula soluções com foco em energia limpa, empregos verdes e oportunidades para sustentáveis para todos.

TECH

Alô? - Os americanos receberam 26,3 bilhões de robocalls no ano passado, segundo o Washington Post.

BEM-ESTAR

Sementes - Variedades tipicamente brasileiras que podem ser consumidas em diversos momentos do dia e que ajudam a prevenir doenças (leia mais).

outras edições