Previsão do decano

Quarta-feira, 16/12/2015

Enquanto o presidente da 2ª turma do STF, ministro Toffoli, debatia com os colegas dia e hora para convocar uma sessão extraordinária do colegiado para julgamento de feitos que serão levados em mesa, o ministro Celso de Mello apontou o receio de que hoje "o tribunal se veja envolvido com controvérsia que vai demandar muitos debates". "Talvez o julgamento prossiga no dia seguinte e se eventualmente o presidente do tribunal estender a sessão ordinária até 21h, já chegamos a ficar até meia-noite, não sei se isso acabaria onerando os juízes do tribunal, especialmente aqueles que têm atuação perante o TSE." Em outras palavras: a sessão de hoje do Supremo, com o caso do processo de impeachment da presidente Dilma, promete. Em tempo: a sessão extraordinária da 2ª turma ficou para amanhã, às 13h.