Atuar com competência, mesmo sob pressão. Responder às crises com determinação. Demonstrar criatividade, visão positiva e encontrar soluções, ainda que com poucos recursos. Manter o otimismo e o alto desempenho em situações adversas.

Qual escritório de advocacia ou departamento jurídico que não gostaria de ter entre seus sócios, gestores e equipe, profissionais com as qualidades e atitudes acima descritas? Especialmente neste momento de crise econômica e de confiança pela qual o país atravessa?

Quem não gostaria de ter em seu time pessoas que não se abalassem com a perda de clientes ou de emprego, com a redução de trabalho e a diminuição da receita e sim, que enxergassem esses momentos como oportunidades de crescimento e mudança, ou seja, de fazer as coisas de forma diferente.

E o que vem a ser resiliência? É um conceito importado da física. Trata-se da capacidade que alguns materiais têm de acumular energia quando submetidos à pressão e, depois de absorver o impacto, voltar ao estado original sem deformação. No comportamento humano é a capacidade de superar as adversidades sem ser afetado por elas de modo negativo e permanente. A resiliência é uma competência que surge e se desenvolve em situações difíceis, através de experiências negativas. As pessoas resilientes são mais tolerantes à mudança, entendem que imprevistos acontecem, fazem parte da rotina e por essa razão não perdem o controle diante da primeira dificuldade.

Há uma estreita relação entre crenças e resiliência psicológica. Nossa resposta ao estresse em grande parte é determinada pela forma como encaramos as adversidades, as crenças que nutrimos com respeito às nossas habilidades e nossa atitude em relação ao futuro. Todos estes fatores exercem um poderoso efeito em como enfrentamos as situações.

Pessoas que funcionam bem diante do estresse físico e psicológico possuem três crenças que os indivíduos menos resilientes não possuem:

  • Comprometimento: pessoas resilientes acreditam que o que elas fazem é importante e que vale a pena se empenhar.
  • Controle: acreditam que são capazes de influenciar o resultado dos acontecimentos.
  • Desafio: as pessoas com estas qualidades são mais inclinadas a enxergar as exigências de um evento potencialmente estressante como oportunidades e não como ameaças.

Pesquisa do Centro Aplicado de Psicologia Positiva indica que há falta de pessoas resilientes no ambiente de trabalho. Não é por outro motivo que, cada vez mais, as organizações vêm buscando e valorizando os profissionais capazes de suportar o estresse e se adaptar a ambientes conturbados e desafiadores.

A boa notícia é que a resiliência é uma competência que pode ser aprendida e desenvolvida em qualquer fase da vida. Enfim, qualquer pessoa pode se tornar mais resiliente.

E como se pode aumentar e desenvolver a resiliência a fim de se tornar um profissional do Direito capaz de superar adversidades e crescer na incerteza dos negócios?

Pondo em prática em sua rotina diária no trabalho e na vida pessoal algumas das dicas abaixo:

1. Pratique esportes ou métodos de relaxamento e meditação para aumentar o ânimo e a
disposição. Os exercícios físicos aumentam o nível de endorfina, hormônios que proporcionam sensação de bem-estar;

2. Aproveite parte do tempo para ampliar os conhecimentos, pois isso aumenta a autoconfiança;

3. Transforme-se em um otimista em potencial;

4. Tenha coragem, assuma riscos e a possibilidade de fracassar;

5. Apure o senso de humor. Desarme o pessimismo vendo o lado positivo das situações;

6. Cerque-se de pessoas resilientes e copie suas atitudes;

7. Use a criatividade para quebrar a rotina;

8. Aceite que a vida é cheia de altos e baixos e aproveite a jornada mesmo assim;

9. Admita que você não possui todas as respostas e que isso não é um problema.

Finalizando, se você quiser saber qual é o seu nível de resiliência e descobrir outras ferramentas que possam auxiliá-lo a se tornar mais resiliente, acesse o link http://www.robertsoncooper.com e realize o teste i-resilience-free-report, disponível apenas em inglês.

Boa prática e torne-se uma pessoa mais resiliente.

____________________

*Ana Barros é coach, advogada e sócia da Thelema Coaching para Advogados.






*Maria Olívia Machado é coach, advogada e sócia da Thelema Coaching para Advogados.