Transparência

Justiça do Trabalho conclui planejamento estratégico para TI

Proposta de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação da Justiça do Trabalho – PETI/JT será encaminhada ao Comitê Gestor de TI da Justiça do Trabalho - CGTIC, para aprovação. O trabalho foi concluído, na semana passada, pela assessoria de TI e das Comunicações do Conselho Superior da Justiça do Trabalho - ASTIC, com a colaboração dos diretores de TI dos tribunais regionais do trabalho.

A elaboração da proposta teve início 2009. Uma vez aprovada pelo conselho, a proposta servirá de base para que as iniciativas de informática possam contribuir, efetivamente, para o cumprimento da missão institucional do judiciário trabalhista.

O mapa estratégico, produzido segundo a metodologia Balanced Scorecard - BSC, apontou cerca de 15 objetivos estratégicos e 20 iniciativas, entre os quais destacam-se:

• Implantar o Sistema de Processo Judicial Eletrônico da JT;

• Implantar o Sistema Integrado de Gestão Administrativa da JT;

• Modernizar os Sistemas Nacionais de TI da JT;

• Implantar a nova Rede Nacional de Comunicação de Dados da JT;

• Implantar as melhores práticas de governança de TI na JT;

• Desenvolver um plano de capacitação técnico e gerencial de TIC para a Justiça do Trabalho,

• Adequar a estrutura organizacional e quadros de recursos humanos de TI da JT aos normativos e às determinações legais e melhores práticas (resolução 90 do CNJ – clique aqui; acórdão do TCU 1.603/08).

Segundo o assessor-chefe da ASTIC, Claudio Feijó, a partir da aprovação e publicação do PETI, o desafio passa a ser o de gerenciar a execução da estratégia de TI, com foco em resultados, representando um divisor de águas para a justiça do trabalho, ao propiciar maior transparência das ações de TI, uso racional dos recursos e priorização das ações e projetos, mediante critérios objetivos.

__________________
___________

Fonte : TST

___________
___________________

-