O advogado Vadim Arsky realizou estudo sobre a adoção de um processo judicial audiovisual. O foco foi feito sobre a administração da justiça no Brasil, mas considerando que será o procedimento adotado pelos países mais cedo ou mais tarde.

Abordando o sentimento popular sobre a Justiça e a evolução do processo, o causídico propõe a utilização de modernos meios eletrônicos de comunicação para "efetivamente fazer fluir célere a Justiça através de um 'processo oral' memorizado eletronicamente em toda sua integridade de som e imagem".